João Campos (SDUL)
João Campos (SDUL)
“O Debate Competitivo foi, para mim, uma importante alavanca intelectual, pessoal e social no meu percurso universitário. Aqui tive a oportunidade de trabalhar a minha capacidade de raciocinar sobre os mais variados temas, tal como saber ser claro na comunicação daquilo que pensei. Que problema enfrentamos? Que solução existe? É plausível ou praticável esta solução? Há alternativas? Que valores estão em choque? Isto num contexto de temas de debate atuais, onde o mote é treinar, com um incentivo competitivo, o raciocínio rápido e a clareza do pensamento. Além disso, tive a oportunidade de fazer amigos interessados e interessantes e envolver-me numa dinâmica de estímulo do espírito crítico. Bem como dar por mim em longas conversas, em contexto mais formal ou com a companhia de uma boa cerveja, numa esplanada de uma qualquer cidade portuguesa onde houvesse um Torneio do Circuito Nacional, desde Lisboa ou Braga a Porto ou Coimbra.”
Carla Eiras (ADAUM)
Carla Eiras (ADAUM)

“O mundo do debate competitivo é um labirinto de aventuras e experiências que vão além daquilo que palavras podem dizer. Imaginem a vossa vida como uma casa. Cada atividade é uma sala que se interliga com outras. Fazer parte do Debate Competitivo é abrir uma porta para uma outra casa (em todos os sentidos). É casa por representar ao mesmo tempo, uma zona de conforto e um espaço de crescimento, e é casa por ser também uma nova família para todos os que aqui se (re)encontram.
Dos vários cantos do país, de vários cursos, das diversas áreas, somos um grupo de pessoas que se junta pelo amor ao debate. Não é a competição desmedida que nos alimenta a vontade de debater, é a ânsia de saber falar mais e melhor sobre algo, o desejo de ultrapassar a nossa própria opinião em correntes de lógica e dedução que mais nenhuma atividade nos oferece.
O debate entrou na minha vida numa altura em que achava que não precisava de mais nada, para provar-me precisamente o contrário. Para provar que precisamos sempre de um novo desafio.
Fazer parte deste movimento é saber que tudo é sobre pessoas, e talvez seja por isso que me é um lugar tão querido.
O Debate Competitivo é tudo aquilo que tudo devia ser… de pessoas, para pessoas, sobre pessoas.”